Procurando emprego? Veja dicas para aumentar as chances de contratação

Como conseguir um emprego

Encarar a recolocação no mercado de trabalho como um projeto que demanda dedicação e persistência é o primeiro passo para aumentar as chances de conseguir um emprego.

Encontrar uma boa colocação no mercado de trabalho nunca foi tarefa fácil. Mas, em tempos em que o desemprego no Brasil bate na casa dos 11,8%, a tarefa parece ter ficado ainda mais complicada. São cerca de 12 milhões de pessoas desempregadas, de acordo com dados do IBGE, um número que preocupa.

Para driblar a situação, não basta apenas esperar que a economia melhore e que novas vagas surjam no mercado de trabalho. É preciso se manter preparado para as oportunidades existentes, encarando a recolocação como um projeto que exige uma série de ações e, também, estratégia.

Para quem conseguir um emprego ou, ainda, trocar de posição no trabalho, a especialista em gestão de carreiras Michelle Navarro dá dicas que podem ajudar no processo. 

Atualize seu currículo

O currículo é um documento fundamental para conquistar uma nova oportunidade. Ao longo dos anos, algumas coisas mudaram na forma como se faz um currículo, mas talvez a mais relevante de todas seja a elaboração do texto com base em palavras-chave.

Isso porque, quando há uma vaga aberta, o recrutador pode receber centenas de currículos. Como passar um pente fino em tudo isso? Usando softwares que fazem buscas por palavras-chave.

Um exemplo: se o domínio de inglês é fundamental para a vaga, o recrutador vai selecionar os termos “inglês” ou “língua inglesa” na busca. Assim, quem não tiver incluído essas palavras no currículo será automaticamente descartado. Por isso, é imprescindível incluir no currículo o máximo possível de palavras-chave relacionadas à vaga pretendida.

Portanto, elabore o currículo baseado em resultados e não somente em atividades e responsabilidades.

Defina seu objetivo

Considerando suas experiências, competências, pontos fortes, habilidades e perfil, defina a sua área ou cargo de atuação. Tenha certeza de que você tem o perfil buscado pela empresa e que seu currículo passa essa impressão. Para isso, é preciso observar os requisitos da vaga. Em muitos casos, as pessoas não sabem para o que elas estão se candidatando e ter isso em mente já vai deixá-lo na frente de outros candidatos.

Seja ativo no Linkedin e tenha um perfil atrativo

O Linkedin é uma ferramenta muito utilizada por profissionais de recursos humanos. Então, utilize a ferramenta tanto para posicionamento profissional quanto para fortalecer a sua marca pessoal e ampliar sua rede de contatos. Além, é claro, de buscar vagas de emprego.

Atualize-se

Leia diariamente notícias e livros sobre o seu mercado de atuação, conheça tendências e se atualize. Cadastre-se em portais de notícias, participe de eventos, siga empresas do seu interesse no Linkedin e conecte-se com pessoas de empresas do seu segmento.

Avalie seus pontos fortes

Entenda quais são os seus pontos fortes e como você pode utilizá-los no seu processo de recolocação. Também faça uma avaliação dos seus pontos a desenvolver e busque entender de que forma pode melhorar os pontos fracos. 

Esteja preparado para as entrevistas

A etapa da entrevista é, dentro do processo seletivo, uma das mais importantes. É nessa altura que o recrutador vai ter o contato direto com os candidatos. A fase é um verdadeiro divisor de águas para uma eventual contratação. Estar preparado para uma entrevista significa estudar a empresa contratante para não ser pego desprevenido. Além disso, fuja de respostas clichê e seja o mais autêntico possível.

Mantenha o controle emocional e a positividade

Esta etapa talvez seja uma das mais difíceis para quem está em busca de uma nova oportunidade. Recolocar-se no mercado de trabalho não é tão simples e, durante a busca por uma vaga, é provável que o candidato receba alguns nãos.

Isso pode gerar frustração, desânimo e até falta de paciência para participar de outros processos seletivos. Portanto, para isso não acontecer, é necessário gerenciar as emoções e ter autocontrole para conseguir manter o foco. 

Outro aspecto é que, quando uma pessoa conhece as próprias emoções e sabe como lidar com elas, é possível se expressar de forma mais certeira, enfrentando os processos seletivos de maneira mais consciente.

Se mesmo depois de todas essas dicas você ainda se sentir perdido e encontrar dificuldades para conseguir uma recolocação no mercado, recorrer à ajuda de um especialista em direcionamento profissional é uma boa pedida. 

No entanto, vale lembrar que o mais importante não apenas para conseguir um emprego, mas também para mantê-lo, é buscar sempre aprender e ser melhor no que se faz, além de ser uma boa pessoa e saber manter um bom relacionamento com todos a sua volta.

Para saber onde procurar vagas de emprego em Santa Catarina, acesse o Eu Quero. SC

*Michelle Navarro é especialista em Gestão de Carreiras e Talentos pela PUC/PR, consultora de Carreira e Empregabilidade, especialista em recolocação profissional, professional coach e analista comportamental.