Os erros mais comuns encontrados em currículos

Os 7 erros mais comuns dos currículos

Procurar emprego começa, invariavelmente, pela vontade ou necessidade de mudar. Depois, passa pelo currículo, esse documento tão importante para que ocorra o primeiro contato entre profissionais buscando trabalho e empresas com vagas abertas. 

O currículo é a primeira impressão que a empresa terá do candidato e, por isso, precisa ser muito bem formulado. Embora pareça simples, fazer um currículo exige muita atenção e cautela. Um erro básico, falta ou excesso de informações podem ser determinantes e deixar o potencial candidato de fora de um processo seletivo.

— A forma como você descreverá suas vivências e experiências terá uma influência muito grande na sua contratação. É através desse documento que recrutadores conhecem o seu objetivo profissional e ficam interessados em conhecer um pouco mais sobre suas habilidades de trabalho — explica Michelle Navarro, especialista em gestão de carreiras.

A profissional também recomenda desenhar os currículos com base em resultados, e não somente em atividades e responsabilidades.

— Um bom currículo deve ser sucinto, mas, ao mesmo tempo, conseguir destacar as suas principais qualificações e expertises. Para isso, tenha um tópico chamado “resumo das qualificações”, que servirá como um minicurrículo — recomenda.

Para quem quer aumentar suas chances de contratação, a profissional também aponta alguns dos erros mais comuns nos currículos e que precisam ser ponto de atenção:

1. Currículos muito extensos

Aqui vale a velha máxima: quantidade não é qualidade. Por mais que você queira descrever todas as suas habilidades em um currículo, isso pode ser visto com algo cansativo para quem vai avaliá-lo. 

A dica é manter apenas as experiências que são relevantes para a vaga a qual você está se candidatando.

2. Não ter um objetivo específico ou apontar objetivos diferentes

Ter um objetivo profissional é sinal de que você sabe onde quer chegar e esse é um dos pontos mais importantes de um currículo. Ele serve como base para a construção de todo o seu currículo e até mesmo pode orientar os passos do recrutador. Para isso, é preciso que você reflita sobre as suas experiências profissionais, defina o cargo que almeja e, quando fizer sentido, a área de atuação.

3. Colocar documentos pessoais

Outro erro comum cometido é inserir documentos pessoais no currículo, como CPF, RG, número de carteira de trabalho, título de eleitor, dentre outros. No primeiro contato com recrutador, essas informações são consideradas desnecessárias.

4. Inserir fotos

Não é necessário inserir fotos nos currículos. Somente insira foto se o recrutador solicitar e, ainda assim, confira se a imagem selecionada está adequada e se vai passar a impressão que você deseja.

5. Autoavaliação sobre o comportamento

Ambicioso, perfeccionista, dinâmico, dedicado, essas e outras caraterísticas pessoais, muitas vezes, não convencem o recrutador. Se o objetivo é destacar suas características, busque fazer isso ao priorizar informações objetivas, tais como experiência, resultados alcançados e projetos liderados. Aproveite o momento de contato da entrevista para potencializar as habilidades profissionais.

6. Falta de compreensão sobre os requisitos da vaga

Por fim, o profissional deve elaborar um currículo que esteja de acordo com os requisitos do cargo. Por isso, é importante não enviar um documento padrão para todas as vagas. O ideal é pesquisar sobre a empresa, as atividades que realiza, o tipo de profissional que contrata. Dessa forma, o candidato sabe o que destacar nas descrições das experiências profissionais ou ainda pode descobrir que o cargo não se encaixa em seu perfil e, portanto, não é indicado submeter seu currículo naquele momento.

7. Mentir

Uma pesquisa realizada pela DNA Outplacement apontou que cerca de 75% dos brasileiros já mentiram no currículo e que 48% tinham alguma informação distorcida. Porém, além de ser um ato de má fé, que compromete a relação de confiança entre o empregador e o colaborador, uma mentira no currículo pode acarretar até mesmo em demissão por justa causa. Portanto, não arruine sua reputação ou mesmo as chances de conseguir uma vaga por mentiras. Seja verdadeiro, sempre.

Procurando vagas de emprego em Santa Catarina? Conheça o Eu Quero SC, um portal de classificados digital que reúne as melhores oportunidades do Estado.