Gestão de crise: Como lidar com cortes?

A pandemia gerou um grande impacto no mercado de trabalho e na economia. Sem poder abrir as portas e atender os clientes, a primeira iniciativa do empresário é cortar os gastos

Se a diarista não pode sair e ir até outras casas trabalhar, ela não recebe. Consequentemente a diarista não consome e o dono da loja que ela sempre compra tem que cancelar vários serviços que fazem com que o estabelecimento funcione. E assim acontece em todos os setores do mercado. Todos, em qualquer posição, do chefe ao funcionário, sofrem as consequências.

Mas, como lidar com os cortes e gerenciar esta crise? Existem dois lados, do profissional de Recursos Humanos, que representa a empresa, e o colaborador. 

Como o RH pode gerenciar esta crise

A responsabilidade de dar a notícia aos colaboradores é do gestor de RH. E isto vai muito além de uma conversa. É um gerenciamento de crise necessário para manter a empresa e os funcionários em uma constante.

Para a especialista em Gestão de Pessoas, Gestão de Competências e Coaching, Mariana Polli, o setor deve se basear na transparência, informando os reais motivos que levou a organização a tomar a decisão. “Com a intenção de minimizar o clima de insegurança que certamente será criado, naturalmente após um processo como esse”, explica a gestora.

A comunicação interna das empresas é de extrema importância nessas situações. É uma ferramenta fundamental e estratégica para interagir com os colaboradores e passar a informação correta. Neste caso, Mariana Polli destaca que a comunicação deve ser nivelada em toda a empresa com o objetivo de evitar ruídos desnecessários. “A empresa, na figura dos gestores, deve passar uma mensagem de otimismo ao público interno, que foi necessária essa decisão para enfrentarem juntos as adversidades após a fase de demissão”, completa.

Diante de uma crise, as empresas geralmente atribuem novas funções a outros colaboradores e buscam descobrir novas a habilidades em seus profissionais para continuar trabalhando e atender a demanda. Mariana confirma que é neste caminho que as organizações devem caminhar, conhecendo ainda mais as competências dos seus colaboradores para que eles possam agregar em outros focos e acrescenta que multidisciplinaridade e criatividade são palavras chaves para as empresas ultrapassarem essa fase.

A crise atual deve ser gerida com responsabilidade e transparência para manter uma relação positiva e de confiança com os colaboradores e clientes. As empresas devem, assim como os profissionais, se adaptar às mudanças no mercado de trabalho e continuar a trabalhar para atender as novas necessidades dos consumidores.

Como o colaborador pode lidar com os cortes

Nesta situação, o colaborador pode sofrer o corte de salário ou o desligamento da empresa. Desespero não é bom nessas horas. Pensar e agir com cautela e responsabilidade pode garantir o seu emprego e até mesmo uma vaga de trabalho no futuro.

  • Corte de salário

Se a decisão do empregador for pelo corte de salário e diminuição da carga horária, é motivo para agradecer. Nem todos os brasileiros tiveram esse privilégio. Esta é uma forma da empresa manter você e o seu trabalho ativos driblando a crise, da maneira que consegue. Não se desespero e instale o caos coletivo entre os seus colegas. Provavelmente você não será o único profissional a sofrer um corte de salário.

Concentre-se em manter o desempenho no seu trabalho, ajudar a empresa e os seus colegas. Neste momento, muitas coisas novas podem surgir. Os colaboradores podem trabalhar em equipe, desenvolver novos projetos, enxergar uma nova oportunidade e traçar novas metas juntos.

Leia também: Como manter o rendimento e o ritmo das entregas trabalhando em casa

  • Demissão

Se você for demitido, tente compreender o cenário atual e entender o seu empregador. Saia com as portas abertas, pois você pode ser chamado novamente ou ser indicado para outra posição ou empresa. Ative o seu networking e mantenha uma boa relação com os ex-colegas da sua área de atuação.

É hora de se reinventar, procurar uma oportunidade e aproveitar o tempo para se atualizar. Muitos setores ainda estão gerando novos empregos e contratando. Estude o mercado de trabalho atual, veja em qual setor se encaixa e se necessário aprenda novas habilidades. Aproveite para acompanhar plataformas como o Eu Quero para encontrar dicas, atualizar o currículo, estudar e procurar novas vagas de emprego.

Confira mais dicas para se manter atualizado e conquistar vagas no mercado acompanhando o blog do Eu Quero